Buscar

O que era esperado tornou-se realidade.




A ADERJ vem recebendo, todos os dias, informes de seus diretores Associados relatando os mais diversos casos de violência, ocorridos nas Unidades da Rede.

Agressões físicas e verbais, vandalismo, ameaças diversas. Os atos envolvem os alunos entre si, e estes com os diretores, professores e demais servidores das Escolas.

A situação é gravíssima!

O número de casos é crescente dia após dia, e as Escolas, que nunca estiveram devidamente aparelhadas para lidar com esse problema, se encontram ainda mais desequipadas, no momento, diante da carência de servidores, inspetores e porteiros.

E mesmo aquelas poucas que se encontram com suas equipes menos incompletas, carecem de instrumentos e de expertise apropriada para tratar da questão.

A ADERJ já alertou a SEEDUC, mais de uma vez, sobre o problema e solicitou providências, que ainda não foram implementadas.

É necessário urgência na expedição de orientações aos diretores, criação de instrumentos de coerção efetiva, e principalmente, a instituição de programas e ações de prevenção, dotando as escolas de equipamentos e de profissionais capacitados para coibir a ocorrência de casos que podem colocar em risco a integridade de alunos e servidores.

Isso dever ser feito em todas as Unidades.

As Diretorias Regionais também precisam apoiar e dar suporte aos diretores que se encontram, na maioria das vezes, absolutamente sozinhos no enfrentamento do problema, contanto apenas, com a colaboração de membros da comunidade escolar.

Não se pode esperar a ocorrência de uma tragédia para intervir. Deve-se fazê-lo Já!

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Todos os dias, nossos Diretores enfrentam as maiores adversidades e os maiores desafios! Assoberbados de tarefas e com imensa responsabilidade, dedicam todo seu esforço para oferecer o que de melhor p