Buscar

Diretores à beira de um ataque de nervos





Diretores à beira de um ataque de nervos.

Muitos Associados estão reportando sobrecarga de trabalho, retrabalho e grande quantidade de demandas sobrepostas, com prazos muito exíguos.

Trata-se na verdade de uma realidade que não é nova para os Diretores de Escola.

Há muito a ADERJ vem alertando sobre o excesso de trabalho e a sobrejornada imposta aos diretores.

Todavia, nesse momento em particular, a situação se agrava, diante da triste realidade por todos vivenciada, que exaspera os aspectos emocionais da personalidade, faz sobressair o temor e fragiliza o profissional como um todo, colaborando sobremaneira para a elevação do nível de estresse, com todos os prejuízos que isso pode provocar.

Vem contribuindo também para a elevação da tensão entre os associados, o fato de que, desde que se iniciou o retorno a parte das tarefas presenciais requerida aos diretores, cotidianamente a Diretoria da ADERJ vem recebendo a triste notícia da abrupta elevação do contágio pela virose.

É de se ressaltar, inicialmente, que o trabalho em home office (teletrabalho), também deve coadunar-se com as normas e regras limitadoras da jornada, vale dizer, trabalhar em casa não significa que o Diretor esteja submetido a excesso de trabalho, que lhe consuma a maior parte do dia e que o impeça de usufruir dos períodos de descanso legalmente previstos e de extrema importância para a manutenção de sua saúde.

Muitas reuniões virtuais, infinidade de e-mails e de mensagens de WhatsApp, infinidade de drivers... planilhas...cursos on line ...planilhas... planilhas...

O temor cotidiano de contaminar-se e de contaminação de familiares, adoecimento de colegas, perda de colegas...

É necessário um olhar muito cuidadoso dos setores administrativos centrais envolvidos, sobre a atual situação dos diretores de escola, sob pena de sofrermos, em um curto espaço de tempo, de um colapso nas atividades por ele desenvolvida, com afastamentos médicos incontornáveis pela gestão de pessoas e a consequente paralisação do funcionamento das Unidades Escolares.

Todos os setores estão sobrecarregados e enfrentam sérias dificuldades, mas o que não se pode esquecer jamais, é que a atividade FIM da SEEDUC é desenvolvida NA ESCOLA! Não é na Sede, tampouco nas Regionais... Realiza-se na ESCOLA.

E não há escola em funcionamento sem o Diretor!

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Todos os dias, nossos Diretores enfrentam as maiores adversidades e os maiores desafios! Assoberbados de tarefas e com imensa responsabilidade, dedicam todo seu esforço para oferecer o que de melhor p