top of page
Buscar

Reunião de Multiplicadores e novo Módulo de prestação de Contas




No 01 de dezembro, na Diretoria Regional Administrativa VI ocorreu a Reunião de Multiplicadores, na qual foi apresentado o novo Módulo de prestação de Contas aos diretores de Escola. A professora Juliana Peixoto da SUBAD e a Coordenadora Loraine Maria Santos apresentaram as funcionalidades do Módulo, com a presença do Diretor Regional, prof. Márcio Monteiro e o Coordenador Financeiro, Edson Henrique Gomes. A Assessora, prof. Tânia Ávila representou a Associação.

Há anos, a ADERJ vinha solicitando que a prestação de contas fosse realizada em ambiente digital, de forma a agilizar e simplificar o procedimento. Em decorrência da elevada complexidade do tema e de todas as adaptações que precisavam ser feitas, somente este ano foi possível implantar a nova ferramenta. Muitas adaptações ainda precisam ser feitas de forma a permitir a adequada utilização e funcionalidade do sistema. Na medida de sua implantação e operacionalização, as inconsistências e adaptações necessárias serão efetivadas.

Importante reconhecer a constante interação da ADERJ com a prof. Juliana Peixoto, sempre disposta a atender, ouvir e interagir com a ADERJ, com vistas ao aprimoramento do sistema, e ao atendimento das sugestões dos diretores, levadas a ela pela Associação.

Extremamente produtiva e afável, sólida e prolongada interação da Prof. Juliana, e da SUBAD, na pessoa do Subsecretário Leonardo da Silva Morais e da Assessora Luciana Magalhaes, com a ADERJ, com excelentes resultados para todos os envolvidos, o que confirma o fato de que, as sugestões e críticas da Associação, sempre dirigidas a atos, processos e procedimentos, sempre tem como propósito a melhoria do funcionamento da gestão das unidades escolares, destinatárias exclusivas e principais das ações de todos os órgãos da SEEDUC.

Lamentavelmente, nem todos os órgãos e agentes daquela Secretaria perceberam a importância da interação com as entidades da sociedade civil, preferindo manter distanciamento e apatia, e limitar-se a sua própria e exclusiva visão do sistema, que como toda análise unilateral e desprovida de contraditório, tende ao fracasso e a rejeição, com sérios prejuízos para todos.

Esperamos que a próxima gestão, que se instalará em janeiro, possa resgatar, no âmbito de todas as subsecretarias e superintendências, a constante interação com a ADERJ, nos moldes do que vinha ocorrendo, nas gestões anteriores, desde a fundação da Associação.

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page